segunda-feira, outubro 10, 2005

Ninguém pára esta derrota!

Perdemos! Perdemos! A Drª Felgueiras, o Dr. Isaltino e o Dr. Major ganharam.
Perdi há muito este país. Ou este país perdeu-me. Ou estou perdido neste país.

Ainda bem que instalei um programa que permite ver imagens de satélite de todo o mundo, com as suas ruas, esgotos e caminhos sem saída.
Vou procurar "Monument Valley".

Ontem, em vez de rever os super-directos eleitorais revi o "Era uma vez no Oeste".
Hoje de manhã ao estacionar, um velho vestido de Batman, com capa, máscara e emblema ao peito passou muito sério por mim. Ao chegar junto ao Painel de Alcântara tirou a máscara e a capa guardando-as cuidadosamente num saco verde brilhante. Como o mesmo olhar decidido seguiu caminho. O Painel está numa encruzilhada, é por isso um local de poder, um sítio telúrico e ancestral onde as forças deste mundo convergem. As forças e os iluminados.

Anseio por me livrar de metade das pessoas que conheço. Já não as aguento.
A força centrífuga da normalização social é coisa irresistível.
Conversa padrão, vida standard. Empréstimo pré-definido.

2 comentários:

Sr. Funesto disse...

Por acaso hoje assinei o meu empréstimo pré-definido para os próximos 45 anos. A partir de hoje já não sou dono do meu destino, agora sou um número, um processo, um escravo da Banca.

Sr. Nefasto disse...

E que tal ir a Las Vegas jogar todo o nosso dinheiro no BlackJack?