domingo, junho 18, 2006

Gostava de

ter sido católico, para agora me poder libertar.

ter nascido rico para gastar tudo e ficar pobre.

enlouquecer para deixar de trabalhar.

gostava. mas não.

3 comentários:

Sr. Funesto disse...

E eu gostava de

ser várias pessoas para poder trocar, hoje sou um mecânico chico-esperto de Alfama, amanhã sou uma estrela loira e histérica de Hollywood, depois troco e sou um cozinheiro japonês em plena Tóquio. Por aí fora. Uma vida não é experiência suficiente.

Sim, eu sei que há a Playstation, mas não é a mesma coisa.

SR. LDA disse...

E eu gostava de

acordar deste limbo que me enche os olhos de ramelas e me prende as memórias frescas com alzeimer. Poder respirar outra vez os riachos de poejos e voltar a sonhar com descinas vertiginosas pela serra da lage e acabar de construir a casa no alto da figueira.

ACME disse...

E eu gostava de

ter uma amplitude vocal mais ampla, ter um limpa pára-brisas que não fizesse um barulho irritante, estar com uma namorada gira e inteligente, ser uma estrela loira de alfama com jeito para mudar o óleo, ter mais tempo para ser o Tony Cipriani na Playstation