quarta-feira, dezembro 31, 2008

retina

não me lembro
se já escrevi sobre esta merda
nem tão pouco me importo.
este descolar da retina é recorrente.
e não passa. que merda.

olho para o espelho do elevador
e não faço a menor ideia de quem estou a ver.
sei como se chama. sei o que anda a fazer.
até sei que raio de ideias lhe enchem a cabeça.
mas não sei quem é, nem o que quer perder.

sei que podia ser bem melhor.
que podia dormir melhor. sair da corda.
da corda para onde correu quando ainda era um puto.
só que nunca parou de saltar de corda em corda.
ou é a mesma corda só que cada vez mais alto?
também não sei isso. merda.

sei que está cansado. e viciado.
e não vai descansar. nem desviciar.
até cair.
merda!

1 comentário:

sr funesto disse...

Talvez um dia o espelho te diga com todas as letras: não tens nada a perder.