sexta-feira, janeiro 27, 2006

Santa Maria I

Quem dá entrada no Hospital de Santa Maria, passa pela triagem das Urgências e ganha uma folha A4 cheia de códigos de barras, sendo que um deles vai directamente para a lapela do Utente. Nessa folha A4 denominada "Serviço de Santa Maria - Serviço de Urgência Central" existem várias hipóteses com quadradinhos à frente. Depois de enunciados 6 tipos de alta diferentes a lista segue assim:

Recusou internamento
Abandono c/ acto médico
Abandono sem acto médico
Entrou cadáver
Falecido c/ certificado óbito s/ autópsia
Falecido c/ certificado óbito c/ autópsia clínica
Falecido c/ certificado óbito c/ autópsia médico legal

A frieza administrativa com que se passa do quadradinho de um abandono do hospital (por falta de tempo / paciência) para o quadradinho “entrou cadáver” foi mais um passo para me licenciar na cadeira Constatação Evidente da Fragilidade Humana.

1 comentário:

anita_vai disse...

Agrada-me também a importância dada aos acompanhantes de quem precisa de recorrer ao dito serviço. Recebemos uma estiqueta cheia de siglas e códigos e barras e, em caixa alta para ter a devida importância, "ACOMPANHANTE". É então que se tem acesso a um maravilhoso mundo novo de corredores e salas com cores e vozes estranhas; que se pode passear em total impunidade perto de serviços ultra-esterilizados e que homens esquisitos com sangue nalguma parte do corpo nos lançam um segundo olhar cheio de interpretações livres à palavra na lapela. Pergunto-me se a etiqueta será igual para quem acompanha o cadáver que entra. Seria tragicamente cómico.