terça-feira, abril 17, 2007

Sagmeister

O Sr.Sagmeister sacou (esta é a palavra, a condizer com a atitude) uma ideia para a nova identidade da casa da musica. Logo Generator. Pica cores de imagens e aplica a um poliedro não regular, semelhante à propria geometria da casa da musica. Uma evolução na continuidade da anterior.

Vou citar uma pseudo-citação do site do próprio Sr.Sagmeister: "Branding is overrated, outdated crap!"

Tudo dito portanto. Concordo com a citação,o branding é a nova "bolha tecnologia" da comunicação. Vai rebentar em... digamos... uns anos. Ou num futuro próximo. Ou tende para o rebentamento. Qualquer uma destas expressões - também muito em voga - serve.

Portanto o sr. Sagmeister acaba por dizer antecipadamente aquilo que eu queria dizer sobre a identidade nova da casa da musica.

Só é pena que quando são os locais a criar a identidade das coisas que lhes dizem respeito, tenham que andar a correr uns contra os outros em noitadas de concursos, quando não são, os senhores lá de fora são gentilmente convidados com todas as condições, em tudo iguais às dos paises design-orientados, para trabalhar.

Pelo menos o ego de quem os convida, pode ser inflamado, à custa do dinheiro de todos. E podemos ter portugueses felizes por poderem avaliar e decidir sobre o trabalho dos "criativos" estrangeiros".

3 comentários:

Sr. Funesto disse...

E para quando umas regrazitas nos concursos? Temos de levar isto avante.

SR. LDA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
SR. LDA disse...

As regras só serão válidas quando houver uma entidade reguladora (não sei qual, mas devia ser a mais credível possível... talvez uma tutelada pelo estado!) decidir atribuir fees de rejeição com uma percentagem do valor total do projecto. Com o exemplo a ser dado de cima talvez obrigue os senhores de marketing que estão das maiores empresas estatais a pensar duas vezes, antes de gastar o dinheiro dos contribuintes em fees de rejeição em concursos, que muitas das vezes só servem para impressionar os conselhos de administração e brilhar com o trabalho alheio.