terça-feira, julho 26, 2005

Na minha infância

parede1
batia com a cabeça na parede quando estava irritado, literalmente. Hoje em dia bato com a cabeça na parede a toda a hora, no sentido figurado. É a isto que chama "crescer"?

3 comentários:

Tó Gomes disse...

Tive a ler umas cenas sobre esse comportamento na infancia e em grande parte dos casos, a criança que se comporta dessa maneira tem tendencia para a disléxia e um nivel intelectual acima da média, estranho mas veridico.

Sr. Nefasto disse...

Eu sou um exemplo vivo disso. Troco os acentos. Não sei escrever "aureola" e já derrubei muitas paredes. Em relação à inteligência, espero que não, porque os gajos inteligentes não ganham muito dinheiro, os espertos é que sim.

Sr. Funesto disse...

Para ser sincero eu não me sinto verídico, mas sinto-me estranho a amior parte das vezes.